Tags

, , , , , ,

editada

Mais uma vez, após assistir a alguma série na madrugada, eu pude fazer uma reflexão na minha vida, e perceber o porque de as coisas não estarem sendo do jeito que eu queria que elas fossem.

No caso do seriado, a menina passou por tanto drama por conta dos seus relacionamentos, que ela não conseguia seguir em frente, amadurecer, por estar presa dentro do drama, onde ela estava vivendo.

As vezes, não é só a questão de relacionamento que te prende. Pode ser acontecimentos passados, situações, que mesmo que você não queria, ainda estão presentes na sua vida.

Em 2011, eu passei pela maior novela mexicana da minha vida. Foi o pior ano da minha vida, apesar dos alguns bons momentos que eu tive, e quando eu fui embora daquela cidade, eu realmente achei que tudo ficaria bem de novo. Nova cidade, novo recomeço. O problema, é que essa cidade não era tão nova assim. Porque foi aqui, que todo o meu drama começou.

Mudar de cidade, só fez o drama criar uma proporção maior. Mesmo fazendo o curso dos “meus sonhos”, eu não conseguia entender porque nada dá certo pra mim. Eu não tenho amigos de verdade, eu não tenho relacionamentos, eu não estou fazendo o que eu achava que estaria fazendo quando eu tivesse essa idade, e realmente, eu estou cansada disso.

Eu passei um ano me relacionando apenas com a minha família, com os meus primos, que são bipolares, e cada dia sentem algo diferente por mim, e com pessoas na faculdade que eu estava começando a criar um vínculo que foi quebrado quando eu transferi o meu curso.

Por mais que eu queria apoiar os meus pais e estar perto deles o tempo todo, eu nunca quis essa vida para mim. Eu cansei de me sentir solitária, de não ter o que fazer porque eu não tenho nenhuma amigo de verdade, mesmo estando na cidade onde eu “conheço todo mundo”. Eu cansei de ter uma melhor amiga que só me faz lembrar do pior ano da minha vida, mesmo que sem intenção. Eu cansei de estar rodeada de pessoas falsas, que estão ao meu lado pelo interesse. E eu simplesmente cansei dessa cidade.

Voltar para cá fez retroceder tudo o que eu queria para a minha vida, e agora, mais do que nunca, eu preciso sair daqui. E isso não é frescura, ou drama, ou qualquer outra coisa que eu sei que eu vou ouvir, quando algumas pessoas que me conhecem lerem esse texto. Mas eu só não quero mais me sentir triste.

Eu não quero mais olhar em volta, e perceber que ninguém realmente liga para a minha presença. Ou ter que ficar lembrando dos momentos bons que eu já passei, que foram destruídos por mudanças e mudanças. Eu não quero ter que me apaixonar por alguém que eu conheço, só porque não tem outras opções. Eu não quero continuar presa aqui, sabendo que nunca vai passar disso. E não adianta escrever, e escrever, e não fazer nada.

É preciso de mudança, e eu preciso de mudanças. Mesmo que seja longe daqui, onde eu não conheça ninguém. Mas eu preciso de um tempo para mim. Um tempo de perspectiva, de reencontro. Um tempo para o novo, e para descobrir realmente quem eu sou. Eu nunca seguirei em frente, se eu não conseguir deixar o drama para trás.

Alguém que já teve coragem de deixar tudo para trás compartilhou isso:“Tempo de desconectar. Talvez do que já não mais pode ser, por compreensão ao que virá… O encontro desconexo está a me encontrar… “. Que assim seja.

 

Anúncios