Tags

, , , , , , , , ,

Já faz dez dias desde que você deixou sua pizza favorita na minha geladeira para fazermos no jantar do outro dia. Eu sei que eu preciso me livrar dela antes que eu perca tudo que está congelado juntamente com ela, mas há algo que me diz “e se ele voltar?”, então eu deixo guardada, caso você apareça na minha porta.

Minhas amigas, outro dia, imploraram para que eu limpasse aquele lado do armário onde eu guardo as coisas que você esquecia por aqui, mas e se você precisar daquela jaqueta, que por sinal está muito suja, que ficou jogada no meu sofá? Talvez você fique com frio, caso você volte pra cá.

“Ficar aqui está acabando comigo. Eu preciso me encontrar em outro lugar”, foram as últimas palavras que eu tive de você. E depois tudo o que me restou foram as lembranças e aquelas fotos que encontrei no bolso, quase apagadas por causa da máquina de lavar.

“Vamos viajar, você precisa sair um pouco daqui”, minha melhor amiga disse no telefone. “Mas e se ele quiser voltar para casa? Eu preciso estar aqui”, eu dizia, pensando no caso de você sentir falta do que tinha antes.

Eu sei, um dia eu vou perceber que você se foi para sempre, e que eu vou ter que deixar tudo isso ir embora, assim como você, mas por enquanto, eu guardo isso, só no caso de você não achar o que estava procurando. No caso de você mudar de ideia. No caso de você sentir falta do meu abraço. No caso de você mudar de ideia. No caso de você apenas querer voltar para casa. Eu ainda direi que você pode me amar de novo, mesmo que esse não seja o caso.

Texto inspirado na música “In Case” da Demi Lovato.

 

Anúncios