São 10 horas e eu não sei o que fazer.

Onde você está? Como fui me perder.

Os anos se passaram e tudo estava bem.

Agora me pergunto “ele quem?”

Mas ainda sei o seu nome, não me esqueci do seu telefone.

Ainda sei chegar na sua rua, aquela com a visão mais linda da lua.

A dúvida que sempre existiu,

era o que depois aconteceria.

Mas há algum tempo você partiu,

mesmo achando que ficaria.

Eu não sei mais o que você faz, e aquilo que te irrita mais.

Mas ainda sei chegar na sua rua, com a pergunta se ainda serei sua.

Anúncios